Total de visualizações de página

Bom Jesus do Galho, o município e tudo que envolve a região, o Vale do Rio Doce e o Leste de Minas Gerais, considerando o crescimento e o desenvolvimento regional. Além de Bom Jesus do Galho, Governador Valadares, Inhapim, Ipatinga, Belo Oriente, Coronel Fabriciano, Itambacuri, Caratinga, Conselheiro Pena, Timóteo, Ipanema, Guanhães, São Domingos do Prata, Santana do Paraíso, Peçanha, Mantena, Resplendor, Mutum, Ipaba, Aimorés, Sabinópolis, entre outras.

38 km de Asfalto ligando Bom Jesus do Galho a Timóteo


O trecho que liga os entroncamentos de Timóteo a Córrego Novo terá 25 Km pavimentados e o trecho entre Belo Oriente e o distrito de Bom Jesus do Bagre receberá 14 Km de asfalto. As duas obras ainda devem ter seu projeto licitado.
13 quilômetros da ligação entre Córrego Novo e Bom Jesus do Galho também serão asfaltados, assim como 22 quilômetros da estrada que liga Vargem Alegre a Revés de Belém.
 ..................................................................................................
 A vida ficará mais fácil para os Bonjesuenses que fazem este trajeto regularmente, más principalmente reduzirá o tempo de viagem para a capital, Belo Horizonte.

Atualmente: Caratinga a Belo Horizonte 311 Km


     style="display:block; text-align:center;"
     data-ad-format="fluid"
     data-ad-layout="in-article"
     data-ad-client="ca-pub-0241303097008606"
     data-ad-slot="5666114400">


Opção 1
# Caratinga 25 Km Bom Jesus do galho 39 Km Raul Soares 233 Km Belo Horizonte
Total 297 Km contra 311 Km, diferença de 8 km

Opção 2
# Caratinga 25 Km Bom Jesus do galho 13 Km Córrego Novo 25 Km Timóteo 215 Km Belo Horizonte
Total 278 Km contra 311 Km, diferença de 33 km

Agora é aguardar os benefícios que o asfalto trará para o desenvolvimento do nosso município.
Obricatoriamente Bom Jesus será roteiro de viagem, caminho de ascesso, ponto turístico, etc.
E hora de traçar os planos para o nosso crescimento.

Em ano de eleição, eu acredito!

Veja no link do DER todas as obras em andamento e em licitação.
http://www.der.mg.gov.br/programas-e-acoes-de-governo/programas/caminhos-de-minas
..............................................................................................................
Matéria na íntegra.

Vale do Aço terá eixos rodoviários pavimentados pelo programa Caminhos de Minas e deputada comemora
 O governador Antônio Anastasia assinou, esta manhã, convênio com 299 municípios mineiros que serão beneficiados com pavimentação dentro do programa Links Faltantes, que agora passou a se chamar Caminhos de Minas, e se caracteriza por interligar eixos regionais. Cerca de R$ 5 bilhões serão investidos na pavimentação de 223 novos trechos, perfazendo mais de 7.500 quilômetros. O evento foi prestigiado por dezenas de prefeitos, deputados federais e estaduais, que lotaram o espaço reservado para a cerimônia no Palácio Tiradentes, da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves.

          A deputada Rosângela Reis (PV) esteve presente para agradecer pessoalmente ao governador em nome dos municípios do Vale do Aço que serão beneficiados e cujas ligações asfálticas tem defendido continuamente junto ao DER-MG e Secretaria de Obras: o trecho entre Belo Oriente e o distrito de Bom Jesus do Bagre receberá 14 Km de asfalto, e o que liga os entroncamentos de Timóteo a Córrego Novo terá 25 Km pavimentados. As duas obras ainda devem ter seu projeto licitado. Treze quilômetros da ligação entre Córrego Novo e Bom Jesus do Galho também serão asfaltados, assim como 22 quilômetros da estrada que liga Vargem Alegre a Revés de Belém.

          Outras eixos importantes que serão pavimentados e já estão com o projeto de engenharia em ução são a MG-760, entre os entroncamentos de São José do Goiabal e da BR-262, passando por Casa Grande (64 Km de asfalto); a ligação entre Dores do Guanhães e o entroncamento da MG-232 (Joanésia), que receberá 31 Km de asfalto; e o contorno de Timóteo, que será ampliado em sete quilômetros, evitando que o trânsito rodoviário passe por dentro da cidade, comprometendo sua infraestrutura. “Lutamos muito pela pavimentação das estradas que ligam os municípios mineiros e as regiões porque elas garantem não só o acesso mais seguro e rápido mas também o desenvolvimento econômico, cultural e social”, observou a deputada.

          Segundo o governador o programa Caminhos de Minas, mesmo sendo tão grandioso, não corre riscos de não ser realizado pois, a exemplo do ProAcesso, que garantiu a pavimentação de 5,5 mil quilômetros, beneficiando 225 municípios, o governo deve mais uma vez contar com a parceria do Banco Mundial e do Banco Interamericano de Desenvolvimento. O programa será apresentado pelo governador aos bancos, no próximo mês, em visita a Washington.


Resumo:

Belo Oriente – Distrito de Bom Jesus do Bagre (14 Km)
Contorno de Timóteo (07 Km)
Córrego Novo – Bom Jesus do Galho (13 Km)
Dores de Guanhães – Entr. MG-232 (31Km)
Entr. Timóteo – Entr. Córrego Novo (25 Km)
Entr. São José do Goiabal – Casa Grande – Entr. Br-262 (64Km)
Vargem Alegre – Revés de Belém (22 Km)
Raul Soares – Caputira

Verba extra para cidades pequenas

Receita para pequenas cidades – Ainda no encontro da Assembléia Legislativa, Vital do Rêgo confirmou entendimento entre ele e o relator geral do Orçamento, Deputado Federal Arlindo Chinaglia (PT-SP) para que o OGU 2012 contemple, de forma inédita, municípios com até 50 mil habitantes. “É a primeira vez que teremos um Orçamento com iniciativa popular”, afirmou o Senador

 Ele disse que as prioridades orçamentárias serão definidas pelas Câmaras Municipais, após ouvir representantes de movimentos sociais. “As Câmaras Municipais das cidades contempladas vão se reunir com os representantes dos movimentos, vão definir as prioridades e enviar à Comissão, para que possamos incluir no Orçamento”.
De acordo com o Senador, a decisão de contemplar cidades pequenas de forma prioritária se deu a partir de um entendimento posto na CMO este ano, durante a sua gestão na presidência da comissão. “Começamos a discutir esta idéia, eu e o deputado Chinaglia, porque quando visitamos as cinco regiões do Brasil, nas reuniões da CMO, vimos que há uma diferença gritante entre as cidades”.

Vital afirmou que os municípios pequenos, que compõem a grande maioria dos mais de cinco mil municípios brasileiros, acabam sendo desprestigiados na condução das discussões orçamentárias. “Historicamente o que vimos foi isso. Mas a partir desta nossa gestão à frente da CMO vamos mudar este conceito”

Saiba mais no link...http://senadorvitaldorego.com.br/noticia/na-al-pb-vital-ouve-sugestoes-de-deputados-para-incluir-no-ogu-2012-e-confirma-verba-extra-para-cidades-pequenas/

Uma cartilha ensina como combater a corrupção nas prefeituras do Brasil


Veja como cobrar e contestar atos suspeitos de autoridas municipais.

Este texto tem como objetivo indicar caminhos que se podem trilhar no combate à corrupção. Ele é resultado da experiência bem sucedida da comunidade paulista de Ribeirão Bonito, da qual os autores participaram.
O testemunho sistemático de operações e atos suspeitos por parte de autoridades de Ribeirão Bonito, encabeçadas pelo então prefeito, levaram a organização não governamental Amigos Associados de Ribeirão Bonito (AMARRIBO) a liderar um movimento para o monitoramento, a cobrança e a contestação de atos das autoridades municipais, buscando para isso o apoio da comunidade.
Como resultado, o prefeito da cidade renunciou para não ser cassado, e hoje responde a diversos processos judiciais.
No curso do trajeto, os autores acumularam conhecimentos a respeito dos mecanismos empregados em fraudes municipais e dos instrumentos que se podem empregar para combatê-las. Saiba mais no link...http://www.transparencia.org.br/docs/Cartilha.html